sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

VIOLÊNCIA NA MARÉ

Nos últimos dias os conflitos armados se intensificaram na Maré, e nós, perdemos uma aluna. Lamentavelmente alguns colegas tratam esta triste realidade com normalidade. Esquecem o descaso dos governos, a ausência de políticas públicas, a repressão policial. Mesmo sob tiroteio, insistem em abrir a U.E, colocando em risco sua própria vida e a de estudantes, responsáveis, profissionais. Podem garantir números para estatísticas, mas não garantem um dia letivo de qualidade numa situação tão adversa.
Com o conflito armado as aulas são interrompidas. Profissionais e alunos tentam sobreviver deitados por horas no chão. Assim o processo de ensino-aprendizagem é extremamente prejudicado.
Sabemos que colegas das direções sofrem com uma autonomia equivocada, que coloca sob sua responsabilidade a decisão sob a segurança e vida de centenas de pessoas. Reivindicamos que a decisão sobre o funcionamento ou não da U.E. seja feita de maneira democrática, coletiva. Com os profissionais e a comunidade escolar. E como sempre, faremos a reposição dos conteúdos.
Se você não tiver segurança sobre proteger sua vida e a das alunas/os, você não pode ser obrigado a trabalhar. Não existe nenhuma legislação que garanta prejuízos a vida funcional ou ao estágio probatório. Organize sua escola/EDI/creche. Procure o SEPE.
Vamos exigir políticas públicas, a melhoria das moradias, saneamento básico, lazer, emprego, respeito a cultura e a história destes locais, saúde, educação pública de qualidade.
Toda solidariedade à família, aos profissionais da escola, a comunidade.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

REGIONAL 4 ARRECADANDO ALIMENTOS, REMÉDIOS E MATERIAIS DE HIGIENE EM BONSUCESSO



REGIONAL 4 EM BONSUCESSO FAZENDO CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE ALIMENTOS E REMÉDIOS

A situação das servidorXS do Estado do RJ é péssima. Muitxs ficam apreensivos se realmente terão seus salários depositados. As que mais sofrem são as aposentadas e pensionistas, pois durante a sua vida de trabalho contribuíram para previdência e no momento de ter acesso a este dinheiro o Estado por má administração não paga. Vale lembrar que Pezão deu isenção fiscal a grandes empresas onde o valor daria para pagar durante cinco anos estxs servidorxs.
A política deste governo é colocar a crise nas costas dos servidorxs e da população pobre e negra.  Dívida aumentando, despejo, falta de remédio e alimento, pressão alta, luz/gás cortado esta é a realidade dxs aposentadxs, pensionistas e servidorxs ou seja, as mais penalizadas são as mulheres trabalhadoras sobretudo negra! A insegurança é constante!
Quase metade dos servidores estaduais ainda não recebeu os salários de novembro e o governo Pezão insiste em parcelar o restante da folha em cinco parcelas, até o dia 17/11 e não se esforça em minimizar as consequências do atraso salarial aos servidorxs ativxs e aposentadxs.
Por isso, a Regional 4 hoje esteve em Bonsucesso fazendo campanha de arrecadação de materiais de higiene/alimentos e remédios denunciando assim a  população a realidade dxs servidorxs, aposentadxs e pensionistas.
A receptividade da população foi grande onde muitos que passavam afirmavam dizendo que não basta somente prender os corruptos mas que  todo o dinheiro da corrupção deve ser devolvido aos cofres para pagar trabalhadrxs do Estado e assistir a população que foi lesada.

A regional 4 recebe doações 3f e 5f das 14h ás 17h ou deixar as doações na portaria do prédio!

PEZÃO, PAGUE TODOS OS SALÁRIOS DXS SERVIDORXS, APOSENTADXS E PENSIONISTAS!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

XVIII Encontro de Funcionários da Educação

No primeiro dia do encontro de funcionários foi debatido a conjuntura. Estiveram presentes na mesa de debates Gualberto Tinoco (CSP CONLUTAS), Marco Túlio (CUT) e Gustavo (INTERSINDICAL).





Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Seguidores