sexta-feira, 20 de março de 2020

INFORMES SOBRE CURSO EAD


Vários profissionais de educação entraram em contato hoje com o SEPE/Regional 4, querendo informações sobre a obrigatoriedade da  inscrição do curso EAD  " Ferramentas digitais para trabalho remoto". 

O Sepe entrou em contato com a Secretária Municipal de Educação Talma Suane, que afirmou não ser obrigatória a inscrição  no curso.

terça-feira, 17 de março de 2020

CORONAVÍRUS: JUSTIÇA DO RJ CONCEDE LIMINAR AO SEPE-RJ E DETERMINA SUSPENSÃO DO ALMOÇO ESCOLAR NAS ESCOLAS MUNICIPAIS E A REALIZAÇÃO DO PROGRAMA "SÁBADO CARIOCA"

CORONAVÍRUS: JUSTIÇA DO RJ CONCEDE LIMINAR AO SEPE-RJ E DETERMINA SUSPENSÃO DO ALMOÇO ESCOLAR NAS ESCOLAS MUNICIPAIS E A REALIZAÇÃO DO PROGRAMA "SÁBADO CARIOCA".

A decisão é da Dra. Neusa Regina Larsen de Alvarenga Leite - Juiz Titular da 14ª. Vara de Fazenda Pública, cuja integra segue em anexo, que entendeu que ficou demonstrada a existência dos requisitos necessários ao deferimento parcial da medida requerida e ressalto que “o estado encontra-se em situação excepcional, em que deve-se evitar aglomerações e até a circulação nas ruas, tornando a continuidade desses projetos sociais (almoço nas escolas e o "sábado carioca") eventos temerários para as crianças e adolescentes, bem como para os profissionais envolvidos.”

Assim, determinou: “Em face do exposto e com fundamento nas normas editadas até a presente data sobre as medidas a serem adotadas para evitar a contaminação por Coronavírus, DEFIRO PARCIALMENTE A LIMINAR para determinar que o réu se abstenha de fornecer o almoço escolar nas escolas previamente destinadas para este serviço e de realizar o programa "sábado carioca". INTIME-SE, pessoalmente e com URGÊNCIA, o réu MRJ para cumprimento desta decisão.”.

Diante disso, Crivella: CUMPRA-SE A DECISÃO!

MERENDEIRA, PORTEIRO, AGENTES, DIRETORES, COORDENADORES TAMBÉM SÃO GENTE E NÃO ESTÃO IMUNES AO COVID-19!

>>>ACESSE A LIMINAR AQUI<<<

domingo, 8 de março de 2020

8 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DE LUTA DAS MULHERES TRABALHADORAS


BASTA DE VIOLÊNCIA E FEMINICÍDIO!


A cada 1 hora, 536 mulheres são agredidas. As mulheres pobres e as mulheres negras são as principais vítimas. A maioria desses crimes ocorre dentro de casa, por parceiros ou ex-namorados.
As mulheres são assediadas pela primeira vez, em média, a partir dos 10 anos de idade. 

O Brasil é o país que tem mais casos de violência sexual e 70% das vítimas são meninas menores de idade.

Nosso país é o que mais mata LGBTs no mundo, foram 124 assassinatos de transexuais, só em 2019. As vítimas são mulheres negras, jovens e periféricas.

A rua também não é segura! 97% das mulheres já sofreram assédio em transporte coletivo. A cada três mulheres no mercado de trabalho, uma já ouviu “cantada” de um colega, de um cliente ou de um superior.

O governo de Bolsonaro investiu  ZERO centavos na rede de assistência às mulheres vítimas de violência e reduziu a verba da Secretaria de Mulheres de 119 milhões para 5,3 milhões.

A ministra Damares é conivente com essa política de negligência com a vida das mulheres. Medidas como “a campanha de abstinência sexual” aumenta o risco das meninas sofrerem abusos e, sem educação sexual e acesso aos métodos contraceptivos, as expõe ao risco do aborto clandestino.

BOLSONARO INIMIGO DAS TRABALHADORAS! DITADURA NUNCA MAIS!


Mulheres em luta por emprego, salário e direitos! Bolsonaro quer impor um governo de ditadura para impedir que mulheres e homens trabalhadores reajam aos seus ataques. Ele está destruindo os direitos dos trabalhadores com a carteira verde e amarela (MP 905) e com a reforma da previdência que vai nos fazer trabalhar até morrer.

Os escassos empregos gerados pagam pouco, exigem muito e não garantem nenhum direito. Para as mulheres isso significa aprofundar as desigualdades enfrentadas em todas as áreas. 

O sucateamento dos serviços públicos, como o INSS, tem deixado milhares de mulheres sem acesso ao salário-maternidade. Sem falar no SUS, na educação e assistência social.

Tudo isso vai piorar com a política de privatização e entrega das nossas estatais.

Todas essas medidas são para privilegiar os empresários ricos, banqueiros e latifundiários, enquanto a classe trabalhadora vê suas condições de vida irem de mal a pior!

Por isso,  no RJ a resposta à Bolsonaro será no Ato de amanhã dia  9 de março (segunda) com concentração às 16h na Candelária!

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores