sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Greve nas escolas estaduais: profissionais da educação realizam ato contra a contratação de professores temporários

O Sepe Regional 3 (Grande Méier e Grande Tijuca) realiza ato público hoje, às 18h, em frente ao Colégio Estadual Afonso Pena, na Rua Barão de Mesquita nº 499 (Tijuca), em protesto contra a contratação de professores temporários para aquela unidade, que substituiriam os professores que estão realizando a greve na rede, iniciada dia 7 de junho. O Sepe já alertou o governo que não aceitará esta atitude por parte da Seeduc. A greve é um direito dos servidores públicos e a contratação de professores temporários é uma retaliação aos profissionais em greve.

O sindicato está atento e vai acionar seu Dpt. Jurídico; os coordenadores gerais do sindicato também já denunciaram a situação ao presidente da Alerj, deputado Paulo Melo.

Para o sindicato, é inadmissível que a Seeduc tenha esta atitude retaliadora em plena negociação salarial com o governo e com os próprios deputados, como está ocorrendo neste momento, quando uma proposta salarial do governador Cabral se encontra na Alerj para ser discutida e votada.

Acampamento da rede estadual apresenta programação cultural deste final de semana

Veja a programação cultural do acampamento dos profissionais de educação montado na porta da SEEDUC para este final de semana:


Programação do Acampamento -

Sexta dia 5



12h 30 Arrastão Musical .

15h Visita de Estudantes normalistas.

18h Roda de Jongo "Companhia de Aruanda" (no Largo da Carioca).


Sábado dia 6

19h Lual

20h Banda Chinfra.

Domingo

18h Exibição de filmes.


(fonte: blog SOS Educação.)

Sepe convoca profissionais da rede estadual para assembleia na Alerj na terça-feira (dia 9 de agosto)

O Sepe está convocando os profissionais da rede estadual para a assembleia geral da categoria, que será realizada na próxima terça-feira (dia 9 de agosto), às 14h, nas escadarias da Alerj. O sindicato esteve na Alerj na tarde de ontem para apresentar as nossas propostas de emendas às mensagens enviadas pelo governo estadual para votação, com o objetivo que estas sejam encampadas pelos parlamentares e melhorem as propostas do governo. É muito importante que a categoria compareça em massa na assembleia, já que as mensagens podem ser votadas no dia da assembleia e a nossa pressão para conseguir o apoio parlamentar às nossas reivindicações é fundamental. 

Em audiência com Sepe, presidente da Alerj disse que vai negociar melhorias na proposta do governo

Em reunião com a direção do Sepe, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Mello, afirmou aos diretores do sindicato que "vai interceder pessoalmente para melhorar a proposta de reajuste salarial de 3,5%" – este índice foi proposto em mensagem enviada àquela casa hoje pelo governador Sergio Cabral. Antes da reunião com o Sepe, Mello recebeu das mãos do secretário de Educação Wilson Risolia e do secretário de Planejamento Sergio Rui as mensagens nº 34/2011 e nº 35/2011 do governador, com as propostas relativas à educação para os deputados discutirem e votarem.

A Mensagem nº 34 tem os seguintes itens: antecipa a parcela 2012 do Nova Escola para os professores, incorpora na totalidade a gratificação Nova Escola para os funcionários (retroativo a julho), reajusta em 3,5% os salários dos professores (pagamento em setembro) e descongela o Plano de Carreira (Lei nº 1348) dos funcionários, passando o piso para o salário mínimo. Já a mensagem 35 cria o cargo de Professor de 30 horas, já com a adaptação às regras federais (20 tempos em sala e 10 de estudo e planejamento).

Paulo Mello disse também à direção do Sepe que provavelmente votará nesta quinta-feira (dia 4) a Mensagem 35. Já a Mensagem 34, segundo o próprio presidente da Alerj, deverá ser votada na semana que vem, o que daria mais tempo para negociar propostas melhores.

A direção do Sepe, na reunião, deixou explícito o descontentamento com o reajuste de 3,5% proposto pelo governo, muito aquém do que o Executivo pode implementar. O sindicato informou, também, que nesta quarta-feira, dia 3, a categoria se reunirá em assembleia para discutir estas mensagens ou qualquer avanço que possa ocorrer.

Ou seja, o Sepe informou ao presidente da Alerj que cabe ao governador acabar com a greve, concedendo um reajuste digno de fato aos profissionais de educação.

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores