quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Três Temas

Por Antonio Francisco*

Perseguições: Pobre criminalizado/ E tristeza em muitos lares./ Muitos dos antepassados/ Vindos lá de outros mares./ Ai daquele cuja cor/ É escura ou é parda/ Nossa Carta empacou/ Na injustiça que não tarda./ Correrias pelas ruas/ Carregando bugiganga./ Querem a pobreza nua/ Se possível, só de tanga./ Ambulante de calçada/ Corre atrás do prejuízo./ Repressão não está com nada/ Desde o teto até o piso./ Essa ordem que reprime/ Dá progresso só de capa./ Trabalhar jamais é crime/ Não entende assim o rapa./ Trata como marginal/ Cidadão, em ação bastarda./ Violência oficial/ Protegida pela farda.


Vivência: A cultura é vivência/ Que vem lá da tradição./ Acumula experiência/ Contra alienação./ Sua marca informal/ Não depende de instrução./ Preservar o que é local?/ Autodeterminação./ Processo bem natural/ Se a coisa é mesmo nossa./ Efeito promocional?/ Nem precisa, se tem bossa./ Não carece ser letrado/ Para ser um bom letrista./ E também de doutorado/ Para ser um estadista./ Portanto, não dê abrigo/ À história do esquecer./ Quem só mira o próprio umbigo/ Nem é cego, mas não vê.


Enganadiços: Só palavras de efeito/ Faz com que seja eleito/ Pelo segmento médio./ Essa classe não tem jeito/ Abraçada a preconceitos/ Seduzida pelo assédio./ Dá ouvido ao moralismo/ Graus diversos de cinismo/ Como sempre no passado./ E adora o modismo/ Defende um tal modernismo/ Chique é o globalizado./ Atuante na Internet/ Finge que pinta o sete/ Mas resiste a mudanças./ Tem gordura e estepe/ Já foi contra o CIEP/ Nem aí para as crianças./ Posam de muito atuantes/ Em discurso difamante/ De impressionar um monge./ Mas de fato só falantes/ Foram pelo dominante/ Contra quem veio de longe.


* Antonio Francisco é Professor Aposentado da rede estadual

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores