terça-feira, 22 de setembro de 2009

Calendário Unificado nas escolas do Rio

A Câmara aprovou em segunda e última discussão o Projeto de Lei nº 297/09, de autoria do vereador Reimont (PT), que institui o Calendário Escolar Unificado para a educação básica nos estabelecimentos de ensino público e privado no município do Rio de Janeiro. Pelo projeto, fica assegurado aos professores o recesso de julho e as férias de janeiro para descanso e reciclagem profissional. “Com a aprovação deste projeto ganham os professores e a educação em geral porque com o corpo docente satisfeito ganhamos também uma educação com mais qualidade”, justificou Reimont. O projeto seguirá para a sanção do Prefeito Eduardo Paes.

Publicado em: http://spl.camara.rj.gov.br/noticias/mais_noticias_twi_ascom_int.php?id_noticia=544

Câmara debate metas da Educação para a cidade

Considerada carro-chefe do Planoplurianual do Rio de Janeiro para os próximos quatro anos, a Educação foi o tema da audiência pública realizada na manhã de ontem, 21 de setembro, no auditório da Câmara Municipal.
Durante a audiência, uma iniciativa da Comissão Permanente de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira, a secretária municipal de Educação Cláudia Costin apresentou metas, diretrizes e programas da secretaria que, de acordo com o PPA, serão implementados na cidade. A qualidade da educação, a qualificação profissional e o reforço escolar, segundo a Cláudia Costin estão entre as prioridades da Secretaria Municipal de Educação que está trabalhando para fortalecer uma política de qualidade, cujo foco é a adoção do currículo multieducacional em toda a rede municipal de ensino. Dentro das iniciativas estratégicas apresentadas pela secretária estão os programas Rio Cidade Maravilha, o Ônibus da Liberdade e o Escola do Amanhã, que foi elaborado com a parceria da UNESCO, e será implantado nas 150 escolas municipais que ficam próximas ou dentro de comunidades carentes. “Esse programa foi desenvolvido dentro do conceito” Bairro-Educador “, e tem como objetivo resgatar a escola cidadã e a participação dos pais na educação escolar das crianças”, afirmou a secretária. As metas e ações da Secretaria Municipal de Educação previstas no PPA foram elogiadas pelos vereadores, porém a concepção do plano continua sendo motivo de discórdia entre os integrantes da comissão e o Poder Executivo. A vereadora Andrea Gouvêa Vieira(PSDB), foi contundente ao afirmar que as ações e estratégias da SME são importantes, mas os dados apresentados pela secretária não constam no PPA enviado à Câmara e isso dificulta o trabalho dos vereadores que vão apreciar e votar o projeto que vai vigorar na cidade nos próximos quatro anos.”O projeto que veio para a Câmara é do governo anterior e, tem muita coisa que não podemos entender, está obscuro e precisa de esclarecimentos. As metas apresentadas pela secretária Cláudia Costin precisam constar no Plano para que os vereadores possam aprová-lo”. Segundo o presidente da Comissão Permanente de Educação e Cultura, vereador Reimont(PT), o governo deveria refazer o planuplurianual. “As informações que chegam à Câmara são vergonhosas se comparadas ao que afirmam os secretários nas audiências públicas. Não estamos fazendo juízo de valor, mas precisamos de dados concretos esclarecedores para que possamos aprovar um projeto que é de muita importância para a cidade”, lembrou Reimont.

Confira esta notícia em:
http://spl.camara.rj.gov.br/noticias/mais_noticias_twi_ascom_int.php?id_noticia=538

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores