sábado, 18 de junho de 2016

Ato no TJ

REGIONAL IV PRESENTE NO ATO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA NO DA 16 DE JUNHO


Estiveram presentes no  ato do TJ diretorxs da Regional IV onde reivindicaram a devolução dos salários da greve 2014 bem como seus descontos. É importante dizer que a greve de 2014 não foi decretada ilegal pela justiça entretanto, de forma arbitrária o prefeito cortou o salários destxs profissionais bem como ao longo do tempo veio fazendo descontos. Também foi denunciado a precarização da escolas e creches da rede, o assédio moral que a prefeitura vem fazendo constantemente e o corte no salário família.



ATO DA MEIA ENTRADA PARA FUNCIONÁRIXS

REGIONAL IV PRESENTE NO ATO DA MEIA ENTRADA

No dia 16  de junho, diretores da Regional  IV  em sua maioria funcionárixs foram ao cinema e ao teatro exercer a lei municipal 5844/2015  que assegura aos professores e profissionais da rede pública municipal de ensino o pagamento de cinquenta por cento do valor cobrado para ingresso em estabelecimentos e/ou casas de diversão, além de praças desportivas, que promovam espetáculos de lazer, entretenimento e difusão cultural.

Temos que entender que todo o profissional que se encontra no ambiente escolar é educador independente do cargo. A cultura é um direito de todxs fazendo parte da formação de todxs profissionais da educação para que possa dar mais qualidade à educação pública de nossos alunxs.





 
REGIONAL IV PRESENTE NO ATO NACIONAL DA EDUCAÇÃO NO RJ!

A crise financeira no Estado do RJ não é novidade para ninguém. Há tempos percebíamos o grande colapso que seria nas contas, pois parte do ajuste fiscal dos governos e patrões é para beneficiar banqueiros, grandes empresas, empreiteiros e corruptos, enquanto a maioria da população, os trabalhadores e a juventude sofrem com a disparada da inflação e a recessão que paralisa a economia e leva à demissão milhões de trabalhadores.
A alegação de Dornelles sobre a calamidade é grave crise econômica", a "queda da arrecadação do ICMS e dos royalties do petróleo", "severas dificuldades na prestação de serviços essenciais" e a possibilidade de um "total colapso na segurança pública, na saúde, na educação, na mobilidade e na gestão ambiental".
Mas esquece de dizer que a isenção fiscal dada aos grandes empresários por seis anos pagaria durante cinco anos todos os salários dos servidores estaduais.
A conta de toda crise está sendo colocada nas costas das trabalhadoras, trabalhadores, aposentados e de nossa juventude! Não podemos aceitar!
O grande exemplo de luta são profissionais da educação que estão em greve desde o dia 02/03. Há dois anos que estes profissionais estão sem reajustes e praticamente sem condições de trabalho.
Os estudantes que estão dando uma aula de luta pela educação pública quando ocupam as escolas e mostram que tem opinião.
Não podemos jamais esquecer dos aposentadxs que estão nas ruas lutando para que seu pagamento seja junto com os profissionais! A falta de respeito com elxs ainda se torna mais grave quando são sempre colocados para segundo plano pelo fato de não estarem nas escolas. O governo esquece que estxs profissionais deram seu sangue pela educação e contribuíram para a previdência. Aposentadxs são extremamente combatentes e uma das maiores provas foi a ocupação da secretaria de fazenda e na linha de frente das manifestações, o que demonstra que é pedagógico ir a luta!
Somente a luta e a mobilização podem derrotar este governo!
È preciso que todos os trabalhadorxs, aposentadxs e juventude se unam e não permitam que esta crise continue em nossas costas!

EDUCAÇÃO NA RUA, DORNELLES A CULPA É SUA!
APOSENTADOS NA RUA, DORNELLES A CULPA É SUA!
APOSENTADXS NA LUTA, SEMPRE!




Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores