segunda-feira, 6 de junho de 2011

Professora Amanda Gurgel lança Blog para dar voz a nossa luta

A professora Amanda Gurgel, que recentemente impactou o país com a exposição através das diversas redes sociais de seu emocionate discurso na Assembléia Legistativa do Rio Grande do Norte em que com simplicidade e energia denunciou ma situação precária da educação pública em seu estado e em todo o Brasil está lançando agora um blog, cujo objetivo é dar maior visibilidade e mais espaço para a defesa da educação pública.
Segundo Amanda o blog trará "artigos, agendas, formas de contato e um canal para enviar o seu vídeo, com o seu depoimento sobre a sala de aula. (...) o blog ainda não está pronto. A "inauguração" será na terça, dia 7." 

Acesse, siga e divulgue! Vamos dar voz a nossa indignação! 


Escolas estaduais ameaçadas de fechamento pela SEEDUC criaram um blog


Veja no link abaixo o blog das escolas estaduais ameaçadas de fechamento pela SEEDUC e que se mobilizaram contra a transferência de alunos e profissionais para outras unidades próximas.

Acesse e divulgue o link:

Rede estadual pára nesta terça-feira (dia 7/6) e decidirá se irá à greve ou não em assembléia no Clube Municipal


Os profissionais das escolas estaduais, em estado de greve desde o dia 5 de maio, podem deflagrar uma greve por tempo indeterminado na rede estadual a partir do dia 7 de junho. Neste dia, a categoria fará uma paralisação de 24 horas, com assembléia a partir das 14h, no Clube Municipal (Rua Haddock Lobo 359 – Tijuca). Na assembléia, os professores e funcionários decidirão se irão aprovar ou não o indicativo de greve por tempo indeterminado a partir desta data, depois de discutirem o andamento das negociações realizada entre o Sepe, Alerj e Secretarias de Estado de Planejamento e Educação.

Nos dias 4 e 5 de maio, os profissionais já tinham feito uma greve de advertência de 48 horas e, numa assembléia realizada no dia 5 de maio, decidiram entrar em estado de greve (escolas mobilizadas para paralisar as atividades a qualquer momento). Como o governo estadual não apresentou qualquer proposta nas audiências realizadas desde então e tem mantido uma política de metas nas escolas estaduais, a possibilidade da assembléia votar pela entrada em greve é grande.

Sepe participa do ato em defesa dos bombeiros nesta segunda (6/6) na Alerj


A direção do Sepe convoca os profissionais de educação a integrarem ao ato público em defesa dos bombeiros que estão mobilizados por melhores salários e condições de trabalho e estão sendo reprimidos com violência desmedida pelo governador Sérgio Cabral.
O ato se iniciará ao meio dia, nas escadarias da Alerj, onde os bombeiros fizeram diversas manifestações desde a manhã de sábado (4/6), quando o Batalhão de Operações Especiais da PM (BOPE) invadiu o quartel central na Praça da República e pendeu mais de 400 bombeiros que estavam protestando no local. Em entrevista coletiva, o governador chamou os  manifestantes de arruaceiros e baderneiros, mas baderna faz quem paga os piores salários do país para os servidores públicos estaduais. Todos ao ato em defesa dos bombeiros presos. Somos todos bombeiros! Anistia já e abertura imediata das negociações.

Regional 4 exibirá obras dos alunos pedindo anistia para os bombeiros no ato da Alerj nesta segunda

A Regional 4 do Sepe levará para o ato em defesa dos bombeiros na Alerj, nesta segunda-feira, um cordel de desenhos e trabalhos de alunos de várias escolas sobre a mobilização dos bombeiros e a repressão violenta da parte do governo estadual ao livre direito de manifestação desta categoria.

Nota do Sepe sobre a repressão do governador Cabral contra os Bombeiros do RJ

No início da manhã de sábado (dia 4/6), os cidadãos do Rio de Janeiro assistiram pasmos pelas TVs e rádios que estavam cobrindo a manifestação dos bombeiros no Quartel Central da corporação, a invasão do local por unidades especializadas que, geralmente, costumam ser utilizadas no combate ao tráfico de drogas nas favelas e que têm por objetivo a eliminação dos “inimigos”. Mais uma vez, o governo Cabral dá mostras de toda a sua incompetência e má-vontade para lidar com aqueles que não seguem a sua cartilha e faz uso de força desmedida contra trabalhadores e, até mesmo, mulheres e crianças que estavam no local apoiando seus familiares.

Não é a primeira vez que Cabral manda jogar bombas e bater em trabalhadores
Nós profissionais de educação já provamos do mesmo remédio amargo em 2009, quando PMs do Batalhão de Choque agrediram profissionais e chegaram a apontar armas para a categoria durante uma manifestação pacífica na frente da Alerj. Agora, a repressão ditatorial de Cabral faz uso de bombas e armas letais para agredir bombeiros e familiares, além de prender 439 destes profissionais que colocam diariamente a sua vida em risco para socorrer a população. Cabral mandou o Bope para cima dos bombeiros só porque eles pediam salários dignos e melhores condições de trabalho para o atendimento de milhões de cidadãos do Rio de Janeiro.

Profissionais de educação ao lado da luta dos bombeiros

O Sepe se coloca de forma incondicional do lado desta categoria de homens e mulheres para os quais – como afirma uma frase colocada na parede do quartel de Copacabana – “tudo que é humano nos interessa”! Assim como nos colocamos contrários e manifestamos todo o nosso repúdio para um governador que, em vez da negociação, prima pela falta de decoro ao mandar a polícia bater em trabalhadores, sejam eles professores, médicos ou bombeiros. No sábado, bombeiros foram presos e chamados de vândalos porque reivindicavam um aumento no vergonhoso salário de R$ 950, o segundo mais baixo do Brasil.
Assim, os profissionais de educação exigem de Cabral o imediato atendimento das reivindicações e a liberdade incondicional de todos os militares presos na manhã do sábado e o fim da repressão contra o legítimo direito à manifestação de todas as categorias do funcionalismo estadual. Não vamos aceitar nenhum tipo de perseguição aos bombeiros em luta! E Apoiamos sua justa reivindicação por melhorias nas condições de trabalho e reajuste dos salários e gratificações.

SEPE- SINDICATO ESTADUAL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

SOMOS TODOS BOMBEIROS! Depoimento de diretora do Sepe e da Regional em solidariedade à luta dos bombeiros.


Querid@s companheir@s,

Estive neste final de semana na coordenação nacional da CSP-CONLUTAS e também participei do ato/festa de um ano desta nova central!
Foi muito emocionante, ouvir as experiências dos companheiros, como os do MTL que tem um maravilhoso trabalho de ocupações no campo, e saber como anda a luta dos trabalhadores, e, em especial da educação a nível nacional. Fizemos uma reunião do setorial de educação e assim que receber o email com os informes repasso (...).
Sai mais forte e determinada para ajudar na construção das nossas lutas!
Florinda (Lombardi) também foi, foi tudo muito bom, mas o melhor ficou para o final. No retorno, combinamos de que o ônibus desceria na Alerj, onde havia a vigília dos bombeiros. Foi uma forte emoção como fomos recebidos pelos camaradas e seus familiares. Aqui na Regional 4, estamos pedindo as professoras para fazerem atividades de artes, com o tema : Bombeiros nossos heróis, bombeiro é meu amigo mexeu com ele mexeu comigo, liberdade para os bombeiros, lutar não é crime... E por aí vai, queria sugerir que vocês também pudessem fazer esse trabalho na rede municipal e se possível estadual (...), para cobrirmos de solidariedade o movimento deles. Os desenhos da Regional 4 já serão recolhidos hoje e faremos um cordel no ato das 12h, na ALERJ. vocês poderiam recolher amanhã (7/6) e trazerem na hora da assembléia.
Por último sugiro que divulguem esta luta e o calendário colocando em listas de e-mail’s,  blog’s e sites. Façam notas em solidariedade aos companheiros, avisem que diretores do SEPE, que vinham da coordenação Nacional da CSP-CONLUTAS estiveram ontem (5/6) à noite na vigília. E que hoje (7/7) haverá ato em solidariedade as famílias dos bombeiros; pela liberdade dos presos; anistia e negociação já na ALERJ as 12 horas. Faça um chamado para os profissionais de educação para participarem do ato e digam que a direção do SEPE estará no ato!
SOMOS TODOS BOMBEIROS!

Vera Nepomuceno - coordenadora geral do Sepe-RJ e da direção da Regional 4

Assine petição eletrônica em defesa dos bombeiros presos

Veja e assine no link abaixo a petição eletrônica em defesa do movimento a favor dos bombeiros do Rio de Janeiro presos na manhã do último sábado durante uma ocupação pacífica do quartel-central da Praça da República. Assine, divulgue e apóie a luta dos bombeiros:


Dignidade aos bombeiros do Rio de Janeiro:

Todo apoio à luta do Bombeiros do Rio de Janeiro (nota de apoio da CSP-Conlutas)

Pela imediata libertação dos bombeiros em luta!
Na manhã deste Sábado, dia 4 de Junho, os bombeiros em luta do Rio de Janeiro foram brutalmente atacados e presos pela polícia militar dentro de seu quartel general no Centro da cidade. Os bombeiros, que bravamente sempre colocam suas vidas em risco para salvar a população, sobrevivem a uma super exploração no dia a dia do combate ao fogo, do serviço de busca, salvamento no mar, socorro florestal, prevenção em estádios e atendimentos de emergência.
Não é por acaso que uma das reivindicações é pela urgente melhoria das condições de trabalho.

 SOMOS TODOS BOMBEIROS
Na semana passada, uma professora chamada Amanda Gurgel ganhou uma grande notoriedade na internet e na mídia por denunciar as péssimas condições de trabalho e salários dos professores da rede estadual de ensino em todo país. Assim como os profissionais da educação e a saúde, os bombeiros também sofrem com um salário vergonhoso de R$ 950,00. O menor salário desses profissionais no país! Com todo o direito e, com certeza, com amplo apoio da população, esses heróis estão em luta a meses reivindicando um aumento de salário.
Em vez de atender as justas reivindicações, o governador Sérgio Cabral mais uma vez abusou de sua autoridade e atacou covardemente os bombeiros com o BOPE da polícia militar do Rio, ferindo inclusive mulheres e crianças. Essa polícia, fortemente armada, que é usada constantemente na brutal criminalização das comunidades carentes e dos movimentos sociais foi utilizada para dar tiros, jogar bombas e prender os nossos heróicos bombeiros.
O governo e a justiça afirmam que a luta é ilegal, mas não condenam às péssimas condições de salário e trabalho que estes verdadeiros heróis estão submetidos.
Além da prisão arbitrária, é chocante ver os nossos bombeiros detidos e sendo obrigados a ficar de joelhos e com as mãos na cabeça como prisioneiros comuns.
Junte-se você também na grande corrente de solidariedade à justa luta dos bombeiros militares do Rio de Janeiro.

Vamos juntos exigir o imediato atendimento das reivindicações e a imediata soltura dos bombeiros!
Vamos juntos repudiar toda a humilhação que os bombeiros presos estão sofrendo!
Nenhum tipo de perseguição ou punição aos bombeiros em luta!
Por melhorias nas condições de trabalho e aumento dos salários!
Pelo direito de manifestação e greve para todos os bombeiros, policiais civis e militares!
Enviem mensagens e moções para:
http://www.sergiocabral.com.br/contato e http://www.cbmerj.rj.gov.br/
index.php?option=com_faleconosco&Itemid=40, com cópia para cspconlutas-rj@cspconlutas.org.br

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores