quinta-feira, 20 de maio de 2010

Greve nas escolas de Petrópolis: prefeitura apresentará contraproposta em audiência nesta quinta (dia 20/5)

Os profissionais das escolas municipais de Petrópolis, em greve desde o dia 13/5, juntamente com outros servidores municipais que aderiram ao movimento reivindicatório terão audiência com representantes do prefeito amanhã. Enquanto o governo não responde às reivindicações a greve nas escolas continua e outras categorias farão assembléia amanhã para decidir se também vão parar

Os profissionais de educação das escolas municipais de Petrópolis, juntamente com outros segmentos do funcionalismo municipal (guarda municipal, saúde, limpeza pública e conservação), terão uma audiência com representantes do governo municipal nesta quinta-feira, na sede da prefeitura, a partir das 15h. Nesta audiência, a prefeitura se comprometeu a apresentar uma contraproposta para as reivindicações do Movimento Unificados dos Servidores Municipais de Petrópolis.

A greve nas escolas municipais começou no dia 13 de maio. Nesta semana, outros segmentos do funcionalismo municipal também resolveram participar das manifestações públicas do pessoal da educação, como a que ocorreu hoje (dia 19/5) e que reuniu mais de três mil pessoas na prefeitura. Amanhã, diversas categorias de servidores realizarão assembléias e setores como saúde, limpeza urbana, guarda municipal e conservação poderão entrar em greve também. Às 16h, as categorias em luta farão um novo ato público na Praça em frente à Câmara de Vereadores de Petrópolis.

As reivindicações dos profissionais das escolas municipais de Petrópolis são as seguintes: implementação imediata de um plano de carreira unificado (englobando professores e funcionários); reajuste de 20% para recomposição das perdas salariais dos últimos anos; incorporação dos abonos; e redução da jornada de trabalho dos funcionários administrativos de 40 horas para 30 horas.

Greve nas escolas de Petrópolis: ato hoje reuniu mais de tres mil profissionais de educação e servidores na prefeitura

Os profissionais das escolas municipais de Petrópolis, em greve desde o dia 13/5, juntamente com outros servidores municipais estão na porta da prefeitura tentando audiência com o prefeito, que convocou uma guarnição do Batalhão de Choque. O clima está bastante tenso no local, com ameaças da PM contra os manifestantes

Os profissionais de educação das escolas municipais de Petrópolis, juntamente com outros segmentos do funcionalismo municipal (guarda municipal, saúde, limpeza pública e conservação), estão fazendo uma grande manifestação na porta da prefeitura nesta tarde. Neste momento, cerca de três mil servidores estão cercando a prefeitura e exigem uma audiência com o prefeito para iniciar as negociações, mas a prefeitura convocou o Batalhão de Choque, para tentar intimidar os manifestantes. Desde as 16h, uma comissão de negociação está reunida com representantes do prefeito, que se recusou a receber as categorias em luta.

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores