quinta-feira, 16 de agosto de 2012


Não assine um cheque em branco... PACTO CARIOCA: Não Assine!


Não assine um cheque em branco... PACTO CARIOCA: Não Assine!

Os quatro anos do governo Eduardo Paes foram marcados por brutais ataques aos trabalhadores: choque de ordem, remoções, privatização da saúde e desvio de verbas públicas para banqueiros e empresários.
Com a educação não foi diferente. Paes seguiu a cartilha do Banco Mundial e aprofundou o processo de destruição da escola pública. Vivenciamos isso diariamente nas nossas escolas e creches.
Agora, o alcaide inventou o chamado "PACTO CARIOCA", no qual quer obrigar professores a assinar um documento onde se comprometem a alfabetizar os estudantes.
Esse “pacto” demonstra o total descaso e desconhecimento de Eduardo Paes e Claudia Constin da realidade da educação municipal do Rio de Janeiro. Afinal, quando nos formamos já nos comprometemos a lutar pela aprendizagem dos nossos alunos. É isso o que fazemos todos os dias nas escolas e creches em que trabalhamos, apesar dos baixos salários e das péssimas condições de trabalho.
Infelizmente, quem não cumpre o “pacto” de garantir uma educação pública de qualidade é o prefeito, que não aplica as verbas na educação e ainda desvia o dinheiro para Institutos e Fundações privadas.  
A garantia da aprendizagem depende de condições externas a nossa vontade e determinação. Questões sociais, econômicas, culturais e sociais influenciam o processo de ensino-aprendizagem.
Se, de fato, o prefeito se preocupa com a educação,  porque deixa as escolas e creches em condições precárias? Por que desvaloriza os profissionais? Por que não concede aumento de salário e plano de carreira unificado? Por que não reduz o quantitativo de alunos em sala? Por que não garante 1/3 do tempo para planejamento? Por que não garante autonomia para os profissionais realizarem seu fazer pedagógico? Por que não faz concurso para funcionários, assistentes sociais e psicólogos? Onde está a contrapartida da Prefeitura?
Pacto pressupõe acordo entre as partes. Os profissionais de educação não foram consultados sobre essas metas, portanto não temos acordo com mais esse absurdo.
O “pacto carioca” é mais uma tentativa do governo de garantir a aprovação automática. Faz parte das metas ditadas pelo Banco Mundial, as mesmas que o governo federal e estadual seguem. Não podemos aceitar mais esta imposição.
         Vamos garantir nossa mobilização, como fizemos na luta contra a aprovação automática, onde ganhamos a população para a luta em defesa da educação pública de qualidade.
Lutar é preciso, vencer é possível!

 

Você não é obrigado a assinar este documento. Registre na ata do CEC os motivos pela não assinatura. Se sofrer qualquer ameaça ou assédio moral,  procure o SEPE.


 


10 motivos para não assinar o pacto carioca:
1-  Já nos comprometemos a nos esforçar pela alfabetização de nossos alunos quando nos formamos;
2-  A garantia da alfabetização não depende apenas de nosso esforço ou vontade;
3-  Ninguém é obrigado a assinar um documento que não possa garantir que cumprirá;
4-  Não temos 1/3 do tempo para planejamento;
5-  As salas são superlotadas;
6-  Não temos equipe interdisciplinar nas escolas;
7-  Eduardo Paes não aplica os 25% das verbas em educação, por isso faltam materiais fundamentais para o trabalho pedagógico;
8-  Não temos nossa autonomia pedagógica respeitada;
9-  Nunca fomos consultados sobre estas metas. Não temos acordo com a política educacional meritocrática de Paes/Constin.
10-                     Eduardo Paes e Claudia Constin não assinaram nenhum pacto com os profissionais de educação se comprometendo em garantir condições mínimas para uma educação de qualidade;


Pacto Carioca: não assine!  


Contatos: Susana 99779839
                Marcelo 98657705
                Thelma 74539027
                 Haroldo 92642208
                Maristela 99771741


Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores