terça-feira, 16 de abril de 2013

PLEBISCITO SOBRE A POLÍTICA EDUCACIONAL DE EDUARDO PAES: VOTE PELA INTERNET!

A prefeitura do sr. Eduardo Paes e a SME-RJ da sra. Claúdia Costin estão impedindo nas escolas o plebiscito da rede municipal sobre a política educacional do prefeito Eduardo Paes.

Para possibilitar a participação democrática do conjunto da categoria e da comunidade escolar o Sepe está disponibilizando a votação on line no seguinte Link.

Participe! Vote e divulgue pelo seu e-mail e pelas redes sociais.

Vamos derrotar a falta de democracia e o projeto educacional de Paes/Costin!


SEEDUC lança factóide de reajuste na tentativa de enfraquecer movimento


O secretário de Educação estadual Wilson Risolia mais uma vez soltou um factoide. Hoje (15), está estampado nos jornais que o governo “estuda” conceder um reajuste salarial acima da inflação, que será superior a 5,84%. O governo usa como base o acumulado do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor) em 2012.

Em primeiro lugar, o secretário deveria ter vergonha de apresentar um índice ridículo desse para a categoria. Ele afirma que esse percentual garantirá reajuste salarial e não apenas a reposição de inflação.

O secretário “esqueceu” que, tendo como base com o próprio IPCA, se analisarmos só o governo Cabral (de 2006 pra cá), a nossa perda salarial está acima de 20%. Isso, como foi dito, se usarmos os dados do mesmo IPCA.

É mais uma manobra do governo Cabral na tentativa de esvaziar a greve de advertência de 72 horas, que começa amanhã, dia 16, e vai até o dia 18.

As escolas estaduais estão um caos. Escolas fechadas, turmas superlotadas, funcionários terceirizados sem receber salário e os profissionais de educação há mais de dois anos sem reajuste salarial.

Não vamos aceitar esse desrespeito aos profissionais de educação! Vamos responder à altura! Todos à assembleia do dia 18 de abril, às 11h, no Clube Municipal, na Tijuca.

Sábado de discussões: Plenária de educação infantil é realizada no Sepe


No último sábado, dia 13 de abril, o Sepe Central realizou a Plenária de educação infantil da rede municipal. Durante mais de uma hora colocou-se em discussão a situação das escolas e dos profissionais de educação infantil. 

Desde uma necessária estruturação das EDES até a terceirização dos funcionários administrativos. Ao final da plenária foi eleita uma comissão que terá a missão de criar e organizar um fórum de discussão sobre a educação. 

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores