quinta-feira, 9 de junho de 2011

Profissionais farão ato na Alerj na tarde desta quinta-feira (dia 9 de junho)


Os profissionais das escolas estaduais da Capital e do Grande Rio, em greve desde a terça-feira, participarão hoje (dia 9 de junho) de um ato nas escadarias da Alerj, a partir das 16h. Neste ato, eles se juntarão aos bombeiros e outros segmentos do funcionalismo estadual – que também estão em campanha salarial – para solicitar dos deputados estaduais uma intervenção junto ao governo estadual para a marcação de audiência entre os secretários das áreas econômica, de planejamento e das pastas das categorias em campanha salarial para a retomada das negociações.

Amanhã, sexta-feira (dia 10 de junho), a educação estadual novamente se juntará a bombeiros e outras categorias para a realização de uma passeata da Candelária até a Alerj. A concentração para a passeata está marcada para as 13h, na Candelária.

Esclarecimento sobre incidente no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO SEPE SOBRE INCIDENTE NO COLÉGIO ESTADUAL AMARO CAVALCANTE


A Regional I do Sepe esteve hoje pela manhã no Colégio Estadual Amaro Cavalcante para averiguar um suposto incidente ocorrido na unidade nesta manhã, quando alunos “teriam sido convocados pelo secretário de estado de Educação Wilson Risolia, em virtude dos mesmos terem reclamado que um piquete os teria barrado e impedido sua entrada na unidade”. A direção do sindicato conseguiu apurar que nada disto ocorreu e, sim, que os alunos não tiveram aula porque a escola se encontra paralisada e em greve e, em nenhum momento, qualquer aluno foi proibido de entrar na escola. Vários destes alunos confirmaram que não houve qualquer problema na entrada e que não assistiram aulas por causa da paralisação e não por que houvesse um bloqueio na entrada impedindo o seu acesso ao colégio.

O Sepe vê nesta atitude do secretário Risolia uma tentativa de criminalização da greve dos profissionais de educação, que a cada dia consegue mais adesões por causa da precária situação salarial da categoria (piso do professor II é de cerca de R$601,00 e do professor I, de cerca de R$ 760,00).

REGIONAL I DO SEPE


Artistas apóiam luta dos bombeiros em vídeo no youtube

Sepe comenta fala de Risolia de que quer negociar

Os jornais O Dia e Extra repercutiram hoje declaração do secretário estadual de Educação Wilson Risolia de que o governo "sempre" esteve aberto ao diálogo com o Sepe. na imprensa, Risolia também criticou a decisão da categoria de declarar greve. Tendo em vista estas declarações, o sindicato vai reforçar o pedido de que ocorra uma audiência com o governo ainda esta semana, em que esteja presente também a Secretaria de Planejamento para discutir a questão salarial.

De qualquer maneira, esclarecemos que a greve foi declarada porque o governo não respondeu às nossas principais reivindicações salariais - reajuste emergencial de 25% e incorporação imediata do Nova Escola. Assim, causa surpresa ao Sepe a declaração de que o governo mantém "as portas abertas ao diálogo".

De qualquer maneira, como mais uma comprovação de que queremos o diálogo, o sindicato irá procurar amanhã, como já fizemos diversas vezes este ano, todos os canais possíveis - deputados inclusive - para marcar uma audiência ainda antes da assembleia da categoria, que será realizada terça-feira, dia 14.

Não queremos uma greve longa, mas exigimos que o governo dialogue e aceite nossas principais reivindicações, que são extremamente razoáveis e possíveis de serem cumpridas - basta vontade política da parte do governador Sergio Cabral.

Sepe esclarece que a greve na rede estadual é sem assinatura do ponto

O Sepe informa aos profissionais das escolas estaduais em greve por tempo indeterminado que, de acordo com a deliberaçao da assembléia da categoria, realizada no dia 7 de junho no Clube Municipal, a greve em andamento será feita sem a assinatura do  ponto. O sindicato está produzindo materias para serem exibidos no site e impressos para distribuição para a categoria a respeito do código que deve ser lançado (61 - código de greve) no ponto dos profissionais nas escolas. Da mesma maneira, haverá material explicando a questão do estágio probatório.
 
 

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores