sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Sepe teve audiência na SEEDUC no dia 18 de agosto para discutir punições a profissionais e problemas funcionais

O Sepe, juntamente com uma comissão de profissionais de educação esteve na SEEDUC, no dia 18 de agosto (segunda-feira) para apresentar uma série de questionamentos relativos a problemas funcionais da categoriais, como os listados abaixo:

a) Vários profissionais foram descontados de novo no mês de julho, recebendo menos em agosto;
b) vários profissionais continuam sem a devolução dos descontos relativos a greve de 2014;
c) Vários profissionais ficaram sem receber o décimo terceiro salário;.
d) Vários profissionais que perderam sua origem continuam com vários problemas, dentre eles o deslocamento em três, quatro e até cinco escolas, alguns inclusive sem condições de deslocamento, devido a distância entre as mesmas.

A direção do SEPE/RJ COBROU MAIS UMA VEZ O CUMPRIMENTO DA LIMINAR ganha pelo sindicato, que garante aos professores o retorno para suas escolas de origem. Argumentamos, inclusive, o desperdício de dinheiro público, pois hoje temos professores com vários tempos vagos em sua grade nas escolas, que deveriam estar com seus alunos realizando trabalho pedagógico, alguns com 20, 29 anos numa mesma escola.

Sepe entregou documentação, mas até hoje SEEDUC não apresentou solução

A direção do SEPE/RJ lembrou que os documentos que demonstram esses absurdos foram entregues à Sub secretaria de Gestão de Pessoas e até hj não foi dada nenhuma resposta.

A representação da SEEDUC demonstrou que não existe nenhuma vontade política de cumprir a liminar e afirmou que essa questão estava nas mãos do jurídico da mesma.

Com relação a resposta aos documentos apresentados as respostas serão dadas em reunião que deverá ser marcada com o Subsecretário de Gestão de pessoas Sr. Antoine Louzao.

Devolução dos descontos
Com relação a devolução do salário dos professores grevistas, a SEEDUC afirmou que o problema é de ordem técnica e que um grupo receberá, a devolução no salário de agosto que sai em setembro e os que ficarem faltando receberão no pagamento de setembro que sai em outubro.

A direção argumentou que se o problema era técnico devido a implantação e suspensão do inquérito administrativo aos grevistas porque a mesma situação estava se dando com o décimo terceiro?

Além disso foi cobrado também que esse prazo era muito longo e que na verdade é um descumprimento do decreto assinado pelo governador. Não obtivemos nenhuma resposta convincente.

13º salário
Com relação ao décimo terceiro os representantes da SEEDUC afirmaram que todos àqueles que não receberam, terão o pagamento garantido no mês de setembro junto com a folha de agosto. Afirmaram também que àqueles que não estão aparecendo com seu nome no sistema terão sua situação resolvida.

Nessa quinta feira (dia 21 de agosto) vamos à Alerj, às 15h, para cobrar dos deputados um posicionamento com relação a todas essas questões.

Plenária dos profissionais do estado que estão sofrendo perseguição: Veja o que foi discutido

Nesta terça, 19 de agosto, foi realizada uma reunião no auditório do SEPE/RJ com professores do Estado que se encontram em situação de perda de lotação e ou desconto no salário, e os que não receberam o décimo terceiro salário.

Na discussão, foi definido que, na sexta feira (dia 22/8), os profissionais que ainda tem problema com perda de lotação, deverão se dirigir as Metropolitanas, às 10h, para cobrar o cumprimento da liminar ganha pelo SEPE, que garante o retorno dos profissionais de educação às suas escolas de origem.

Esses profissionais deverão ser acompanhados pelos diretores de núcleos e regionais do sindicato.

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores