sábado, 2 de fevereiro de 2019

NÃO VÃO NOS CALAR! EM DEFESA DA EDUCAÇÃO INFANTIL PÚBLICA!

NÃO  VÃO NOS CALAR!!!
EM DEFESA DA EDUCAÇÃO INFANTIL!!!

No primeiro dia de fevereiro, a SME promoveu mais um duro ataque à Educação Infantil: a Circular E/SUBG/CGRH n° 01/2019 busca legitimar a falta de Professoras e Professores de Educação Infantil (PEI’s) nas salas de atividades.

Segundo a circular, como a direção é composta por professoras e professores, não é preciso garantir a existência de PEI’s nas salas de aula, o que vai sobrecarregar ainda mais os Agentes de Educação Infantil (AEI’s).

Ou seja, essa canetada pode prejudicar os PEI's e AEI’s, precarizar as condições de trabalho e a Educação Infantil. Caso não seja revista, ameaça a convocação dos PEI’s aprovados em Consurso Público, bem como, o devido reconhecimento da função de magistério dos AEI’S, que ingressaram por Concurso Público e tem a qualificação de nível médio normal ou superior.

A recente criação do cargo de Professores Adjunto de Educação Infantil – PAEI’s com salário menor pode levar na prática os PEI’S e AEI’S a se tornarem categoria em extinção, como lamentavelmente ocorre com os PII e PI.

Tudo muito econômico para o governo Crivella que não consultou a categoria e a comunidade escolar! AEI's irão trabalhar nas turmas como professoras e professores, sem nenhum reconhecimento ou valorização.

Os índices da falta de professoras e professores também irão cair, como num passe de mágica. Um EDI que precisa de 2 PEI's para 1 turma de M1 e 1 de M2, passará a precisar de 0 (zero), já que o AEI poderá ficar sozinho na regência da turma.  

Além de todos estes problemas, a circular ainda ameaça com punições os AEI's que ousem exercer o legítimo direito de questionar esse processo e a ausência de PEI’s para a turma.

Em um momento de profundos ataques ao papel de professoras e professores, do conjunto dos profissionais de educação, esta circular abre o caminho para que outras turmas, num futuro também possa funcionar com voluntários, monitores, aplicadores de apostilas. 

É preciso garantir a unidade de todos os profissionais de educação nesta luta.
Não podemos ficar uns contra os outros!
Precisamos nos unificar contra os ataques à Educação e a retirada de direitos.

Reivindicamos:
- Suspensão imediata da Circular E/SUBG/CGRH n° 01/2019;
- Reconhecimento de AEI no quadro de magistério;
- 1/3 de planejamento para PEI, PII,PI, PEF;
- Convocação de todo o banco para PEI;
- Migração dos PEI's 22,5 h para o regime de 40 h, se assim desejarem;
- Revogação da Lei 6433.

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores