quinta-feira, 19 de julho de 2012

Denúncia: eleição no Pedro II corre o risco de não ocorrer este ano

O ex-diretor do Sepe, professor Tarcisio Motta, enviou ao Sepe uma grave denúncia: ele concorre à eleição para a direção do Colégio Pedro II, que tem que ocorrer este ano e cuja campanha eleitoral começou, inclusive com a inscrição das chapas. No entanto, sob a alegação de que a nova lei sancionada pela presidenta Dilma Roussef, no dia 25 de junho (Lei 12677), altera todo o quadro institucional do Pedro II, a procuradora federal lotada no colégio recomendou o imediato cancelamento das eleições em curso, que estavam suspensas por causa da greve, mas seriam retomadas tão logo as atividades do colégio voltassem ao normal.

Segundo Tarcísio, “se as eleições forem canceladas, a Professora Vera Maria (atual diretora e candidata à reeleição) será empossada como reitora Pro Tempore até que estatuto e regimento do Colégio sejam elaborados”.

No dia 11 de julho, o Senador Lindbergh Farias (PT) intermediou uma reunião com o secretário executivo do MEC, Henrique Paim, onde foram expostos os argumentos a favor da continuidade do processo. Na reunião, também foi entregue uma carta com a assinatura de 11 dos atuais 14 diretores de unidade do Pedro II, pedindo a continuidade do processo.

Informa Tarcísio: “Todas as entidades representativas (Grêmios, ADCPII, Sindscope) são favoráveis à continuidade. temos o apoio do Andes, da Assines e de outros sindicatos de base da educação federal”.

No entanto, segundo Tarcísio, o secretário Paim argumentou que a “questão é jurídica e demonstrou forte inclinação para a aceitação do golpe. Estamos articulando um parecer jurídico”.

O Sepe se coloca a favor da continuação do processo eleitoral e vai prestar todo o apoio necessário para que as eleições ocorram este ano, conforme manda o estatuto do Colégio Pedro II.

Leia aqui o panfleto do Sindicato dos Servidores do Pedro II contra a suspensão da eleição.

Movimento pela descoberta do paradeiro do profº Carlos Roberto da Costa



Desaparecido 1 mês.


1 mês sem notícias.

Caros Colegas, Amigos e Amigas.

       O professor Carlos Roberto da Costa, que teve uma atuação de extrema relevância como diretor da Escola Municipal Silveira Sampaio, está desaparecido desde o dia 19 de Junho do corrente ano. A Regional 4 do SEPE se solidariza aos familiares e à comunidade escolar, e conclama todos os profissionais da Educação a comparecerem ao ato. É preciso que manifestemos nossa indignação e consternação pelo desaparecimento de um profissional tão empreendedor e dinâmico, que sempre atuou na luta por uma escola pública de qualidade.

Em anexo, cartaz. Por favor, divulguem.

Desde já, obrigado.
NA PRÓXIMA QUINTA-FEIRA, 19/07, QUANDO SE COMPLETA UM MÊS DE SEU DESAPARECIMENTO, HAVERÁ UM ATO ECUMÊNICO, NA REFERIDA ESCOLA, ÀS 15H, PELA DESCOBERTA DE SEU PARADEIRO.

 


Compareça! É hora de retribuir tudo o que ele fez pela educação, pelo esporte e pela arte.


 


Data: 19/07/2012 (quinta-feira)


Local: Escola Municipal Silveira Machado (Rua José Perrota, 31 - Curicica)


Ato ecumênico às 15h.


 


Baixe o cartaz aqui.

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores