terça-feira, 6 de setembro de 2011

Escolas municipais do Rio paralisaram atividades hoje contra o PL 1005 - na quinta, ocorrerá conselho deliberativo ampliado no Sepe

Centenas de servidores municipais do Rio, a maioria formada por profissionais da educação, realizaram hoje à tarde um ato público em frente àmara de Vereadores, em protesto contra o Projeto de Lei 1005, do prefeito Paes, que tem como objetivo capitalizar o FunPrevi.

O Movimento Unificado dos Servidores, do qual o Sepe faz parte, é contra o PL. Hoje, os professores e funcionários das escolas municipais realizam uma paralisação de 24 horas para acompanhar a sessão damara de Vereadores e pressionar os parlamentares a derrubarem o PL. A sessão foi suspensa por falta de quórum. Se o PL não for votado até terça que vem, a pauta de votação namara estará trancada.

Os profissionais das escolas municipais, após o ato na Cinelândia, se reuniram em assembleia, na ABI, onde decidiram que a vigília da categoria namara continuará na tarde de quinta-feira, dia 8 (o profissional que puder, deve comparecer!); também na quinta, às 18h30, no auditório do Sepe, ocorrerá um Conselho Deliberativo ampliado para discutir os rumos do movimento.

Servidores do município fazem protesto em frente à Câmara - PL não será votado hoje

Centenas de servidores municipais do Rio, a maioria formada por profissionais de educação, realizam neste momento um ato público em frente àmara de Vereadores, em protesto contra o Projeto de Lei 1005, do prefeito Paes, que tem como objetivo capitalizar o FunPrevi. O Movimento Unifiicado dos Servidores, do qual o Sepe faz parte, é contra o PL.

Às 18h, a educação realiza assembleia na ABI. Hoje, os professores e funcionários realizam uma paralisação de 24 horas.

Acréscimo: o ato acabou (16h10) e a categoria daqui a pouco começará a assembleia na ABI. A sessão namara foi suspensa por falta de quórum. Se o PL não for votado até terça que vem, a pauta de votação damara estará trancada.

Acréscimo 2 - leia nota da AsfunRio: "Previsto para entrar nesta terça-feira na pauta damara Municipal, o projeto de lei que capitaliza o Funprevi deve chegar ao plenário na próxima semana. É que faltou o parecer da Comissão de Orçamento da Casa. Dos três integrantes, o Professor Uóston (PMDB), a favor do projeto, compareceu à reunião da comissão.

"Os vereadores Carlos Eduardo (PSB) e Andrea Gouvêa Vieira (PSDB) querem ganhar tempo: pediram prazo para emitirem seus pareceres, mas avisaram que são contra. Com o adiamento, o PL 1005 não deve chegar ao plenário até quinta.

"Já a Comissão de Justiça damara publica hoje os pareceres contrários de Teresa Bergher (PSDB) e Jorge Pereira (PTdoB) à capitalização do Funprevi. Mas, o vereador Luiz Carlos Ramos (PSDC) não assinou o documento e a matéria não poderá ser arquivada."

Sepe está em vigília na Câmara de Vereadores

A direção do Sepe está em vigília namara de Vereadores do Rio, visitando os gabinetes de parlamentares e aguardando a decisão das comissões a respeito do PL 1005. Amanhã, a rede municipal de Educação realiza paralisação de 24 horas e acompanhará a votação do projeto namara.

Daqui a pouco postaremos novas informações.

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores