terça-feira, 27 de junho de 2017

DIA 28 DE JUNHO - DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO LGBT





28 DE JUNHO 
DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO LGBT

A Rebelião de Stonewall, aconteceu no dia 28 de junho de 1969 e foi o movimento LGBT mais importante na história. LGBT’s cansadxs de tantas humilhações se rebelaram pela constante repressão policial e durante seis noites se enfrentaram. As ruas foram ocupadas com confrontos policiais, trincheiras, incêndios e com várias manifestações com enfrentamentos  que deram origem ao dia 28 de junho – dia do orgulho LGBT!

Apesar das inúmeras lutas ao longo dos tempos até hoje os direitos dxs LGBT’s trabalhadorxs precisam avançar. A violência física é contínua e são exclusxs do mercado de trabalho e do estudo. Sua orientação sexual e sua identidade de gênero muitas vezes é escondida por causa de uma sociedade que impõe padrões heteronormativos.

Este setor representa milhões de desempregadxs, na sua maioria são terceirizadxs e estão em postos precarizados, principalmente quando são negras e negros!

No governo de Dilma a PLC 122 que criminaliza a LGBTfobia  foi vendida ao setor fundamentalista e o kit anti homofobia foi usado como moeda de barganha para esquecer a citação de Pallocci relacionado à corrupção.

É necessário ressaltar que apesar de todas as debilidades mulheres, negras e negros tiveram leis que caracterizam algum tipo de violência seja por gênero ou raça, entretanto o setor LGBT não teve nenhum avanço!

De FHC a Dilma foi contabilizada 4.003 mortes de LGBT’s, sendo que no governo Lula/Dilma triplicou o número de mortes.  No governo de Michel Temer nada se modificou, são 345 mortes desde que assumiu a presidência da República.

O Brasil é o primeiro país no mundo em assassinatos LGBT’s com requinte de crueldade. A expectativa de vida de uma mulher trans é de 35 anos e estima-se que um LGBT é assassinado por dia.Na maioria das vezes os dados estatísticos são imprecisos por não ter órgãos competentes caracterizando os assassinatos. Caracteriza-se que são 500.000 casos de violência no Brasil contra LGBT’s incluindo estupro “corretivo” realizado em lésbicas, bissexuais, transexuais que tem como objetivo “corrigir” a orientação sexual e identidade de gênero.

Para revertermos estas estatísticas é importante que profissionais da educação se empenhem e lutem para que dentro das escolas/creches se tenha uma educação libertária, livre de preconceitos e para que isso se torne concreto, a educação sexual dentro dos ambientes educacionais se torna um dos maiores pilares de sustentação para que possa se respeitar e entender a orientação sexual e a identidade de gênero de todxs!

A educação atualmente passa por um dos maiores ataques, o Projeto Lei “Escola sem Partido” conhecido como “A Lei da Mordaça” que entre várias proibições encontra-se também  a proibição da discussão de gênero e orientação sexual.

É fundamental saber que o machismo anda de braços dados com a LGBTfobia e quando negamos esta informação não se permite o desenvolvimento adequado além de negar a informação, contribui com a violência!

As reformas trabalhistas/previdência e a terceirização precariza a situação LGBT. Mulheres, negros e LGBT’s são os que ficam nos piores postos de trabalho além de receberem os menores salários!

É necessário afirmar que  o sistema capitalista  não acaba com as opressões ou sequer ameniza. Logo, é primordial que os setores oprimidos se unifiquem como parte da classe trabalhadora e tomem em conjunto esta luta para derrotar o capital que divide a classe através do machismo, racismo e LGBTfobia para poder dominar.

Mesmo com todos os ataques temos como tarefa avançar e arrancar mais direitos como nome social, identidade de gênero, criminalização a LGBTfobia, despatologização trans entre outros direitos específicos.

Neste ano de 2017, o dia internacional do orgulho LGBT será marcado dois dias antes da Greve Geral marcado para 30 de junho.

O dever da classe trabalhadora é abraçar a pauta LGBT e lutar contra as reformas que atacam direitos das mulheres, negros e LGBT’s,


         A NOSSA LUTA É TODO DIA! CONTRA O MACHISMO, RACISMO E LGBTfobia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Seguidores