quinta-feira, 30 de novembro de 2017

PACOTE DE MALDADES PARTE 2




Enquanto Cesar Benjamim ataca de um lado, Crivella cerca do outro. Na última semana de novembro, encaminhou propostas que mudam as regras da nossa aposentadoria. Se aprovadas, haverá taxação de aposentadas/aposentados, o fim da paridade (direito de receber o mesmo que profissional da ativa) e da integralidade (direito de se aposentar com o salário integra).
No dia 13 de dezembro, a 6 dias do 5º COC, ocorrerá a votação do Plano Municipal de Educação (PME). Se aprovado, será a legitimação da política que valoriza como fim pedagógico as avaliações externas, que prioriza índices ao invés do processo ensino-aprendizagem. 
Em períodos de “crise”, será uma ótima forma do governo agradar o empresariado, pois garante verba pública para a iniciativa privada. Imaginem quantos Institutos e Fundações. Não deve ser à toa o início das Parcerias Público Privadas na Educação Infantil.
O texto não apresenta nenhuma proposta de valorização profissional real, apenas meritocracia. Realmente está difícil acreditar que o prefeito está cuidando das pessoas e que há democracia na SME. O conjunto da educação precisa impedir todos esses ataques. A única forma de conter as atrocidades de Crivella é a luta! Nossos alunos e os profissionais da educação NÃO estão à venda!          
#Somos todas e todos Flavinha.
Nossa resposta será dia 5/12 na GREVE GERAL: 
11h - Prefeitura
                                                                         
16 h - Candelária
SEPE REGIONAL 4

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Seguidores