quinta-feira, 28 de abril de 2011

Homenagem ao companheiro Eduardo Manoel

OS IDEAIS DE EDUARDO MANOEL DA SILVA NÃO MORRERAM COM ELE

POR UM SEPE CLASSISTA E NÃO CORPORATIVISTA.

POR UM SEPE QUE ATENDA OS ANSEIOS E DEMANDAS DO PROLETARIADO, E NÃO DA PEQUENA BURGUESIA, CUJO PRINCÍPIO É A COLABORAÇÃO DE CLASSES.

DEVEMOS APROVEITAR O NOSSO 13º CONGRESSO E ROMPER DE UMA VEZ COM ESTA IDEOLOGIA, E  CONTINUARMOS A SEGUIR A NOSSA CONCEPÇÃO DO QUE SEJA SINDICALISMO EXPOSTO EM NOSSO BLOG E NA COMUNIDADE "LUTA PELA EDUCAÇÃO":


“Ao separar a luta econômica, e meramente sindical, da luta política mais geral, a maioria dos sindicatos, ao longo do século XX no Brasil e no mundo, deixaram de cumprir um papel, que apesar de limitado, era e é imprescindível para a luta socialista. A partir da leitura do marxismo clássico, é tarefa dos sindicalistas revolucionários atuais fazer esse balanço e encaminhar ações que procurem pôr em xeque o sistema capitalista como um todo, sem se limitar a lutar meramente contra os seus efeitos, mesmo que estes sejam bastante nefastos.”
Teones França
.
AO CAMARADA EDUARDO UM POEMA E NOSSO IDEAL EXPRESSO EM UM HINO . 

CANÇÃO DA SAÍDA

Se não tens o que comer
como pretendes defender-te
é preciso transformar
todo o estado
até que tenhas o que comer
e então serás teu próprio convidado.

Quando não houver trabalho para ti
como terás de defender-te
é preciso transformar
todo o estado
até que sejas teu próprio empregador.
e então haverá trabalho para ti

se riem de tua fraqueza
como pretendes defender-te?
deves unir-te aos fracos.
e marcharem todos unidos.
então será uma grande força
e ninguém rirá.

BERTOLD BRECHT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos pelo seu e-m@il

As 10 postagens mais acessadas

Seguidores